Noticias 12 de Abril de 2018, 18:12h

Economia fraca permite juro menor mesmo com dólar alto

A queda surpreendente das vendas no varejo em fevereiro, na esteira de dados recentes de inflação também abaixo das estimativas, pode abrir espaço para o Banco Central cortar o juro para nível ainda menor do que o previsto. Se a temperatura da economia não aumentar, mesmo um dólar mais alto poderá não ameaçar a inflação. Com isso, alguns analistas consideram que a taxa Selic poderá cair em junho para 6%.

Por ora, a sinalização do BC é de apenas mais um novo corte da Selic em maio, para 6,25%, com parada dos cortes no Copom seguinte. Se o BC mudar esta sinalização e fizer mais dois cortes, será a terceira mudança este ano, depois do tom surpreendentemente dovish percebido nas comunicações da autoridade monetária neste ano.

A incerteza com a eleição tem ajudado a pressionar o dólar, mas por enquanto a inflação segue em níveis historicamente baixos. Para Marco Oviedo, chefe de pesquisa econômica para América Latina do Barclays, a eleição pode estar pesando mais na atividade e confiança dos consumidores do que na inflação, o que abre espaço para juros menores. Se houver risco de estagnação, o BC deve cortar o juro a 6% em junho, diz Oviedo.

“Se o patamar de dados de atividade e comércio continuar assim, há um favorecimento da leitura de mais corte”, diz Jason Vieira, economista-chefe da Infinity, em entrevista por telefone. Outros analistas, porém, se mostram mais cautelosos. Eles citam a alta recente do dólar, associada a preocupações com o risco de um candidato populista ser eleito presidente, como motivo para o BC encerrar o alívio monetário após o esperado corte de maio.

Para Oviedo, do Barclays, o dólar mais alto não deveria preocupar o BC. Ele considera que o BC não deve intervir no câmbio e vê um dólar a R$ 3,50 como “mais apropriado” para conter o enfraquecimento da economia.

 

Leia mais em Bloomberg

Fonte: Bloomberg

 

Compartilhe:



Comente no Facebook:

Desenvolvido por Investing.com

Livro

Mercados Futuros

Como vencer operando futuros

Adquira aqui seu exemplar
Acompanhe

Cotações Internacionais

100% gratuitas, veja agora

Facebook Notícias Agrícolas

Dúvidas sobre Mercados Futuros:

contato@operefuturos.com.br

Quer anunciar neste site? Entre em contato:

Publicidade Popular - (51)4042.9919 ou gabriel@m5agenciadigital.com.br