O mais completo em mercados futuros

Análise Gráfica

Home » Análise Gráfica » Onde tudo começou

Onde tudo começou



A Análise Gráfica teve origem em Osaka no Japão com estudo de Candlesticks (Velas) e hoje é bastante difundida no mercado financeiro, sendo muita utilizada para tomada de decisões de compra e de venda. Munehisa Homma (1724-1803) operava mercado futuro de arroz na Bolsa de Arroz Dojima, fundada em 1654 e diz a lenda que o mesmo através de seus estudos realizou mais de 100 operações vitoriosas consecutivas. Em 1750, escreveu alguns livros que traziam além de suas experiências de mercado, a técnica de velas, ou castiçais, conhecida atualmente como Candlestick.

Os estudos de Munehisa ficaram sendo utilizados somente no Japão por mais de 200 anos, foi então que Steve Nilson, então vice-presidente da Marril Lynch, que atualmente é umas das maiores corretoras de investimento do mundo, na década de 90 ajudou a difundir no Ocidente os estudos dos Candlesticks e graças a mesmo nascia então a Análise Gráfica Ocidental. As três premissas básicas são:

1-      Os preços descontam tudo;

2-      Os preços se movem em tendência;

3-      A história se repete.

A análise gráfica consiste na tomada de decisão apenas com base no comportamento dos preços, pois para os grafistas todas as variáveis do mercado estão embutidas no mesmo. O estudo das oscilações dos preços e seu comportamento no passado podem ajudar na previsão de seu comportamento futuro. Existem dois tipos de análise, a Gráfica e a Técnica – A gráfica é também conhecida como “chartismo” termo que deriva da expressão inglesa chart e baseia-se no estudo de figuras e comportamento gráficos. A análise técnica consiste em estudos matemáticos com a criação de indicadores que buscam medir a força do mercado, se o mercado está sobre-comprado ou sobre-vendido, entre outros indicadores:


Compartilhe esta página!

Comente esta página no FACEBOOK!


OpereFuturos.com.br   |   Todos os direitos reservados   |   Criado por M5 Agência Digital
Fones: (51)3516.3467   |   contato@operefuturos.com.br

Nosso conteúdo está registrado na Biblioteca Nacional, utilizá-lo sem autorização implicará em medidas legais.