Mercados Futuros 6 de dezembro de 2018, 9:10h

Empresário vê reaquecimento do mercado

A aprovação na Câmara do projeto de lei que cria regras para os cancelamentos dos contratos de compra e venda de imóveis na planta – os distratos – é vista por empresários como o combustível que faltava para alimentar o reaquecimento do mercado imobiliário.

 “Agora não há por que imaginar que esse mercado não vai crescer”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), Luiz França. “Temos melhora das condições macroeconômicas, juros abaixo de dois dígitos, desemprego decrescente e, agora, um marco regulatório que dará segurança para realização dos investimentos.” Na semana passada, Elie Horn, fundador da Cyrela, disse ao jornal O Estado de S. Paulo, que, com a aprovação do projeto “nada mais seguraria um novo boom imobiliário”.

 Dados da Abrainc mostram que o setor já está passando por uma inflexão, com retorno do crescimento. No acumulado do ano até setembro, houve avanço de 28,5% nos lançamentos.

 Na visão dopresidente da loteadora Alphaville, Klausner Monteiro, os distratos distorciamo mercado, uma vez que obrigavam a devolução do dinheiro já empregado nasobras, comprometendo o fluxo de caixa da empresa. “A aprovação da nova leivai gerar um ímpeto de injeção de recursos no segmento de média a alta renda”,diz o diretor de relações com investidores da Eztec, Emílio Fugazza. Asinformações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Agencia Estado

Compartilhe:



Comente no Facebook:

Desenvolvido por Investing.com

Livro

Mercados Futuros

Como vencer operando futuros

Adquira aqui seu exemplar
Acompanhe

Cotações Internacionais

100% gratuitas, veja agora

Facebook Notícias Agrícolas

Dúvidas sobre Mercados Futuros:

contato@operefuturos.com.br

Quer anunciar neste site? Entre em contato:

Publicidade Popular - (51)4042.9919 ou gabriel@m5agenciadigital.com.br